Fides et experientia

Autores

  • Prof. Dr. Denilson da Silva Matos

Resumo

EDITORIAL: “Fides et experientia”
Prof. Dr. Denilson da Silva Matos
Palavras-chave: Teologia, Ciências Humanas
Apresentação
A Revista de Iniciação Científica da FABAD cumpre seu objetivo principal de
ampliar e consolidar o conhecimento nos campos de estudos das áreas
Teológicas, Humanas e Sociais, auxiliando a produção e disseminação de
conhecimento no meio acadêmico, por intermédio de um rigoroso
acompanhamento técnico e científico responsável por sua disseminação e
politização da FABAD com mais um número de sua revista. Neste volume
contamos com artigos que discutem temas importantes para a reflexão teológica
em suas diversas áreas, reforçando o aspecto multidisciplinar dos estudos
teológicos.
O volume abre com a contribuição de Marcelo Gonzaga com o artigo “A
EDUCAÇÃO NA OBRA DE AGOSTINHO DE HIPONA”, procura pensar o papel
da educação na visão agostiniana, a função do educador e os aspectos da
aprendizagem.
Denilson Matos, com o artigo “EVANGELHOS E EDUCAÇÃO: Jesus
Cristo como educador”, que discute a prática educativa de Jesus apresentada
nos Evangelhos, destacando sua relação com o ensino, métodos e técnicas, bem
como o teor de sua mensagem.
Marcos José Martins, com o artigo “AS RAÍZES MARGINAIS DO
PENTECOSTALISMO”, discute como um dos movimentos religiosos mais
significativos da história do cristianismo ocidental contemporâneo, que desde
seu surgimento como um movimento dissonante das práticas religiosas, sociais
e culturais norte-americanas no início do Século XX, continua se desenvolvendo
em plena vivacidade.
Karina Rosa de Sousa, com seu artigo “CRISTOLOGIA: Uma perspectiva
para a igreja protestante do século XXI”, apresenta um panorama da pessoa de
Cristo para a igreja do século XXI, com o intuito de esclarecer pontos
fundamentais acerca da Cristologia, proporcionando uma elucidação sobre
temas centrais de uma das doutrinas mais importantes do Cristianismo.
Bruno Cavalcante de Souza, com o artigo “JEÚ E A ESTELA DE DÃ: Uma
Abordagem a Partir da Arqueologia”, propõe uma análise da descoberta
arqueológica da Estela de Dã, importante artefato arqueológico, que oferece
uma nova linha de interpretação da Revolta de Jeú, classificada como um
significativo evento que retoma a temática do culto javista em Israel, narrada a
partir do capítulo 9 de 2 Reis.
Marcelo de Oliveira Moraes, com o artigo “A PATRÍSTICA E OS DONS
REVELACIONAIS”, analisa os documentos da patrística de uma forma analítica
para uma reflexão acerca da atuação dos dons espirituais nesse período da
história. Aponta, também, que os dons espirituais sempre estiveram presentes
no seio da igreja, expostos nas ideias dos principais representantes dos pais
apostólicos e suas visões pneumatológicas.
Valéria Vieira de Souza e Sandra Duarte de Souza, com o artigo intitulado
“HALBWACHS E DAS: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A MEMÓRIA COLETIVA
DAS PASTORAS BATISTAS”, refletem sobre a ordenação feminina no contexto
batista tendo como pano de fundo a Memória Coletiva e a Vida Cotidiana, ideia
desenvolvida por Maurice Halbwachs e Veena Das”.
Finalmente, este volume se encerra com o trabalho de Flávia Oliveira
Alvim e Tiago Tadeu Contiero, com o artigo “A PARTILHA DO EVANGELHO E
DE TODOS OS BENS POR DEUS EM JESUS CRISTO: UMA LEITURA DE
ATOS 2:42-47”, propõem uma hermenêutica da perícope de Atos 2:42-47,
procurando destacar as quatro características da vida comunitária dos primeiros
cristãos, além do ideal implícito de sociedade igualitária encontrada na
organização das Doze tribos do antigo Israel, bem como a ambientação
socioeconômica em que o livro de Atos dos Apóstolos foi redigido, sua
concepção teológica e a composição social da comunidade lucana.
Desejo que a leitura deste volume de nossa revista seja entusiasmante e
inspiradora! A todos, boa leitura!
Em Cristo,
Prof. Dr. Denilson S. Matos
Novembro de 2022

Arquivos adicionais

Publicado

2022-11-08